Skip to content

Reinhard Heydrich e seu Trabalho para
Destruir o Cristianismo

Isso explica como o “Vaticano” ajudou muitos da SS a conseguir novas identidades e lugares para viver na América do Sul, após a guerra. Os Nazistas infiltraram o Vaticano como clérigos para destruí-los por dentro, e estavam planejando em trabalhar para destruir as Igrejas Protestantes, mas a guerra interrompeu tudo.

Aqui está uma citação:

“O objetivo derradeiro da SS ia além da erradicação do Catolicismo político para a destruição da própria Igreja como um centro de poder e autoridade moral. Heydrich tentou desacreditar o clero ao produzir um número de julgamentos baseados em acusações de contrabando de moeda e má conduta sexual por padres e freiras que foram dadas ampla publicidade no jornal SS, Das Schwartze Korps.”

[Não é preciso muita imaginação para descobrir a “má conduta sexual” que sempre foi a pedofilia – moléstia e estupro de crianças].

Mais…

“Ele mais tarde desenvolveu um plano mais elaborado para acelerar o declínio e desintegração da religião organizada. De acordo com o agente SD Wilhelm Hoettl, Heydrich intencionava quebrar a Igreja por dentro mandando seus próprios homens aos seminários teológicos para treinamento de padres.”

“Um esquema similar iria ser direcionado contra as Igrejas Protestantes.”

“Hitler decidiu adiar uma ação final com o Cristianismo para depois da guerra.”

As citações acima foram tiradas do livro: “O assassinato do SS Obergruppenführer Reinhard Heydrich” por Callum Macdonald.

“Não menos característico era seu [de Reinhard Heydrich] plano para destruir as igrejas: enviar Nacional-Socialistas jovens, inabalavelmente fanáticos para os seminários para padres para começar seu trabalho de insubordinação de dentro.”

As citações acima foram retiradas do livro:
The Face of the Third Reich: Portraits of the Nazi Leadership by Joachim C. Fest © 1970; Translated from the German by Michael Bullock, Page 159

VOLTAR PARA TERCEIRO REICH E O CRISTIANISMO