Skip to content

O Ubíquo Nazareno

O nazareno é composto por nada além de lendas roubadas, identidades roubadas e um monte dos ensinamentos hipócritas e contraditórios sem sentido e inúteis. Eu não acho que haja um personagem em toda a história que seja tão fictício como esse idiota do nazareno, e por ele ser uma mentira, pode mudar de acordo com os tempos.

Ele foi inventado para ser nada mais do que uma distração para as massas, com a intenção de retirar todo o conhecimento espiritual e poder da população e colocá-lo nas mãos de uns poucos no controlo em detrimento do todo.

O cristianismo sobreviveu porque sempre se adaptou aos tempos, como está a fazer hoje. A igreja cristã finalmente admitiu insidiosamente que a Terra não é plana. Se eles não o tivessem, nunca teriam sobrevivido. Este é apenas um de vários exemplos.

Agora, o nazareno colocou um rosto de Nova Era. Os ensinamentos dos Deuses originais e conhecimentos antigos são de repente atribuídos ao nazareno. Isto é, se eles vêm do Egito (alguns indivíduos de QI de dois dígitos tem a estupidez de alegar que ele foi um “faraó”).

Nas décadas de 1960 e 70, ele era o ideal hippie. Agora, ele é o grande mestre dessa porcaria de nova era e a piada da “lei tríplice”, o que naturalmente inclui os anjos nefastos e misticismo judaico-cristão. Durante as Cruzadas, ele era o guerreiro cristão, levando os exércitos cristão para o abate de todos em seu caminho – “Avante Soldados Cristãos”. No Islamismo, ele ainda existe, mas desta vez, não como “filho de Deus”, mas como um profeta.

Ele parece estar em todos os lugares e está em conformidade com todas as tendéncias, e cada cultura. Apenas aflija a pobre vítima profissional em dois paus cruzados e lá está ele. A única coisa que *é* real sobre este palhaço onipresente são os ensinamentos suicidas projetados para transformar toda a sociedade em escravos maleáveis. A subjacente mensagem nunca muda.

Isso é análogo a um roedor aparentemente inofensivo que traz parasitas letais que infestam o local como o que aconteceu com a Peste Bubónica da Idade Média.

Por ser fictício, ele pode ser feito no que quiserem, desde que seja feito insidiosamente. Ele pode ser qualquer coisa, a qualquer momento e em qualquer lugar. Por um lado, ele é celibatário e “filho de Deus”. Por outro lado, a fim de adaptar-se à liberdade sexual de hoje, ele agora tem relações sexuais com Maria Madalena.

Pelo facto de um novo conhecimento ter vindo do Extremo Oriente, é claro, lá estava ele dos “13 aos 30” de idade, já que não há registro escrito, para que eles possam fazer qualquer coisa que desejarem. Desta forma, eles podem atribuir muitos dos ensinamentos orientais a ele e reivindicar “tudo é um”. Sim, “tudo é um” até que alguém mencione “Satan”, então ou há negação ou defensiva desses palhaços.

Porque a homossexualidade está se tornando mais aberta, agora as partes do evangelho de São João, que foram convenientemente excluídas, afirmam que ele teve relações sexuais com outro homem. Ele pode ser qualquer coisa, a qualquer hora e em qualquer lugar.

O nazareno nunca deu quaisquer respostas diretas sobre qualquer coisa. Desta forma, qualquer pregador da Bíblia é livre para citar aqui e ali, como bem entenderem. Suas parábolas se adaptam a qualquer situação, em qualquer momento e não dizem nada. Elas podem ser interpretados de 100 formas diferentes. Basta colocá-la em uma vara e começar a pregar por aí!

VOLTAR PARA EXPONDO O CRISTIANISMO