Skip to content

Adolf Hitler


“Os Dez Mandamentos perderam sua validade, e com a consciéncia de que foi uma invenção judaica, um defeito como a circuncisão.”
– Adolf Hitler

Adolf Hitler e o Partido Nazi chegaram ao poder em 1933. A maioria dos líderes ocultistas acreditavam que Hitler era “O Grande”. O número 555 é o equivalente cabalístico de um termo antigo hebraico que significa escuridão. Além disso, 555 é o valor numérico da palavra Necronomicon. O número do partido nazi de Hitler era 555. O partido começou seu sistema de numeração em 500 para parecer maior do que realmente era.

Os judeus sempre jogam em ambos os lados. Para os cristãos, eles afirmam Hitler era satanista, aos ateus, pagãos e satanistas, eles tentam alegar que ele era cristão. A verdade é que Hitler era um satanista. Sendo um político, ele trabalhou em ser diplomático, dado o poder das igrejas cristãs naquele momento. Hitler era o líder há muito aguardado, que muitas Lojas Satânicas alemãs estavam trabalhando para trazer à existéncia. Eles precisavam de um líder. O próprio Hitler era um membro de uma dessas Lojas Satânicas.

Trecho:

“Eu gostaria de passar algumas informações que, de acordo com Otti Votavova, ela recebeu diretamente de Franz Bardon. Segundo ela, Adolf Hitler era um membro de uma Loja 99. Além disso, Hitler e alguns de seus confidentes eram membros da Ordem de Thule, que foi simplesmente o instrumento externo de um grupo de poderosos magos negros Tibeteanos, que utilizaram os membros da Ordem Thule para seus próprios propósitos. Hitler também empregou uma série de dublês em várias ocasiões como camuflagem.” 1

A verdade é que Hitler, os membros das Lojas Satânicas e outros nazis de alto escalão se comunicavam com os Deuses Nórdicos, que são conhecidos como “Demónios”. Isso é de onde vem a imagem Nacional-Socialista do homem e mulher ideais, e o programa de eugenia originou-se.

Aqui está outro trecho:

“Hitler acreditava firmemente na vinda de uma nova raça, os “Super-Homens”. Ele esperava que eles fossem uma “mutação” literal do Homo Sapiens, alcançado “níveis mais elevados de consciéncia”. O compositor e ocultista Richard Wagner era obcecado pela “Raça Mestra”, e Hitler foi extremamente inspirado por ele. Hitler disse certa vez: “A fim de compreender o Partido Nazi, tu deves compreender Wagner.”

Os judeus também gostam de afirmar que Hitler tinha parte judaica. Esta é apenas uma outra táctica caluniosa. Quem é competente em identificar um judeu por suas características físicas podem facilmente ver Hitler não tem sangue judeu, como ele não tem nem ao menos alguma característica judaica. Qualquer pessoa com uma pequena quantidade de sangue judeu terá pelo menos duas ou mais características físicas judaicas, como um lábio inferior pronunciado, orelhas iguais as de rato, e a forma clássica do crânio judaico.

Trecho de Hitler’s Death:

“A devoção pessoal de Hitler aos princípios ocultos foi provada em última análise, pela sua morte autoinfligida. Sua escolha de 30 de Abril para o suicídio, pode ser entendida como um sacrifício; Era a véspera de Beltane (conhecido na Alemanha como Walpurgisnacht), identificado em sítios Wicca populares como uma festa druídoca em homenagem à divindade Bel. Em bruxaria, esse “dia podereso” é considerado como um “grande sabá”, igual em poténcia ao Dia das Bruxas. De acordo com wiccanos, Bel é derivado do cananeu Baal; Helena Blavatsky, vai mais longe em “The Secret Doctrine” (vol. 2), reconstruindo uma trindade astrológica de Bel/Baal (deus-sol, o pai), Christos (Mercúrio, o filho) e Lúcifer (Vénus, o espírito santo). Quanto ao suicídio de Hitler, este não foi um acto covarde do ponto de vista ocultista, mas sim uma prática honrada conhecida entre os druidas, assim como entre os Cátaros “Perfeitos”, os guardiões medievais do Graal, que o chamaram o rito de “Endura”. A exigéncia curiosa da “Endura” é que era sempre a ser feita por duplas de amigos íntimos, um detalhe conhecido pelos nazis, o que faz sentido do suicídio conjunto de Hitler com sua nova esposa Eva Braun. Aliás, os associados de Hitler, Karl Haushofer e Goebbels também se mataram de forma cerimonial, juntamente com suas esposas.” 2

Há também uma abundância de provas de que Hitler e o Terceiro Reich estavam trabalhando incansavelmente para destruir o cristianismo em todas as suas formas:

“Eu vou esmagar o cristianismo sob minha bota como um cogumelo venenoso.”

“O judaísmo, cristianismo, bolchevismo estão todos unidos. Camaradas em agitação, ferramentas nascidas da decadéncia, eles possuem o mesmo talento para destruir a estrutura natural da sociedade. Bolchevismo é a continuação histórica e lógica do cristianismo. Ele realiza a nível técnico o cristianismo tem feito a nível metafísico.”
– Adolf Hitler

Uma citação sobre a postura de Hitler sobre o cristianismo, a partir de Alfred Rosenberg:

“Ele nunca tinha permitido que um membro do clero em uma reunião do partido, ou para o enterro de um membro do partido. As pragas judaico-cristãs já estavam indo em direcção ao seu fim. Ele disse que era absolutamente horrível que uma religião podesse ao menos ser possível que literalmente devorassem o seu Deus em comunhão.” 3

“Um número de seus cúmplices mais próximos compartilhavam o ódio de Hitler para com a Igreja e sua decisão de destruí-la. Provavelmente, o mais conhecido dentre eles eram Bormann, Himmler, Heydrich, Rosenberg e Goebbels. Gerhard Reitlinger caracteriza Himmler da seguinte forma: A profissão de Himmler tornou-se destruir os judeus, os liberais e sacerdotes.” 4

“De acordo com uma nota da Santa Sé, datada de 02 de março de 1943: No início de outubro de 1941, o número de sacerdotes da diocese “Warthegau”, que estavam presos em Dachau, atingiu várias centenas, mas este número cresceu consideravelmente a cada mês, como resultado de uma forte intensificação das medidas policiais que resultaram na detenção e deportação de mais de centenas de clérigos…” 5

“Todas as escolas católicas foram fechadas.”

“Uma ordem do governador do Reich, de 19 de Agosto de 1941, disse que os jovens alemães poderiam receber instruções religiosas apenas nas idades de 10 a 18 anos de idade e, ainda, apenas nos locais de culto e uma hora por semana, o que era para ser definido entre 3 e 5 da noite (excluindo os dias reservados para os exercícios da Juventude Hitleriesta). Foi ainda ordenado que a polícia deveria ser informada com antecedéncia sobre o tempo, o lugar e os instrutores… Várias igrejas foram removidas do uso como locais de culto. Como muitos outros, isso aconteceu mais tarde… Serviços religiosos eram limitados a determinadas horas…” 6

O que Hitler tem a dizer sobre “ o cristianismo puro, original” e um “Cristo ariano”?

“Deixe a divisão de cabelo para os outros. Se é o Antigo Testamento ou o Novo, ou simplesmente as palavras de Jesus, é tudo a mesma velha fraude judaica. Não nos tornará livres. A igreja alemã, um cristianismo alemão é uma distorção. Ou se é um alemão ou um cristão. Não se pode ser ambos… Nós não queremos que as pessoas mantenham um olho no além-vida. Precisamos de homens livres que sabem que Deus está em si mesmo.”

“Hitler deixou claro que ele não estava interessado em um „cristianismo arianizado‟ ou um „Jesus ariano‟, mito promovido por Houston Stewart Chamberlain, Von Liebenfels e alguns membros do partido. „Não se pode fazer de Jesus um ariano, isso é um absurdo‟, afirmou.”

“O que precisa ser feito? Tu dizes. Eu te direi: devemos evitar as igrejas de fazer qualquer coisa, mas o que eles estão a fazer agora, ou seja, a perder terreno dia a dia. Mas não podemos apressar as coisas. Os padres terão de cavar suas próprias sepulturas.”

“As religiões são todas iguais, não importa o que elas chamam a si mesmas. Elas não têm futuro – Certamente nenhum para os alemães. Fascismo, se ele quiser, pode chegar a um acordo com a Igreja. Assim serei eu, por que não? Isso não vai me impedir de rasgar a raiz do cristianismo, e de aniquilando-lo na Alemanha. Os italianos são ingénuos, eles são capazes de ser pagãos e cristãos, ao mesmo tempo. Os italianos e os franceses são essencialmente pagãos. Seu cristianismo é apenas superficial. Mas o alemão é diferente. Ele é sério em tudo o que empreende. Ele quer ser ou um cristão ou um pagão. Ele não pode ser ambos simultaneamente. A saber, Mussolini nunca vai fazer de heróis seus fascistas. Não importa que sejam eles cristãos ou pagãos. Mas para o nosso povo, é decisivo se reconheçam o credo judaico de Cristo com suas afeminadas éticas de piedade, ou uma forte crença heróica do Deus na natureza, Deus em nossas próprias pessoas, no nosso destino, no nosso sangue.” 7

Hitler comunicou-se com Satan e seus Demónios. Naquela época, os Demónios estavam presos. Hitler foi informado de que ele iria estabelecer uma base poderosa que outros seguiriam. Apesar de ter perdido a guerra, aqueles escolhidos por Satan vai seguir com sucesso na criação de um “Quarto Reich”. “Quatro” é um número de Satan/Enki. Hitler viu o homem ideal em Satan e seus Demónios que são da raça extraterrestre conhecida como “Nórdica”, por suas altas estaturas, cabelo loiros e olhos azuis. Os meios de comunicação controlados pelos judeus trabalha incansavelmente para suprimir informações sobre a raça nórdica de ETs, ao mesmo tempo em que promovem os inimigos Cinzentos.

Referências:
1 Frabato, o Mago – por Franz Bardon, página-prefácio “Sobre o Autor”.
2 Trecho retirado de Hitler and the Nazis http://www.livingstonemusic.net/hitlerandtheoccult.htm
3 Hans-Gunther Seraphim, Das politische Tagebuch Alfred Rosenberg 1934-1935 und 1939-1940 (Göttingen, 1956), p. 97.
Ação Cristã para Israel http://christianactionforisrael.org/antiholo/struggle.html # N_10_
4 Gerhard Reitlinger, Die SS-tragödie einer Deutschen Epoche (Munique, 1977), p. 29. Ação Cristã para Israel http://christianactionforisrael.org/antiholo/struggle.html # N_10_
5 Ibid.
6 Ibid.
7 Hitler Speaks: A Series of Political Conversations With Adolf Hitler on His Real Aims, por Hermann Rauschning, 1 ª edição, 1939

Ver também: Adolf Hitler, Homem de Paz

VOLTAR PARA SOL NEGRO 666