Skip to content

YHVH: A verdade sobre “Yavé”, “Jeová”
Desmascarando a cristandade

A Bíblia judaico-cristã sempre usou medo extremo como uma ferramenta para manter as pessoas longe do ocultismo, magia, “bruxaria”, e o funcionamento da mente. No artigo abaixo, as razões são óbvias. Para que um feitiço tenha sucesso, a vítima deve faltar conhecimento necessário, ser uma boa ovelha, e apenas “acreditar”.

Êxodo 22:18 – Não deixarás uma bruxa viver.

O Ministério do JoS reteve determinados conhecimentos devido à sua natureza particularmente inflamatória. Satan me informou em 30/4/2005, nenhum conhecimento, independentemente do que seja, é mais para ser mantido em segredo. Ele especialmente mencionou que os conhecimentos neste artigo sejam abertos ao público. Pela insisténcia dele, eu estou a publicar o seguinte: “YHVH” ou “Iavé”, “Jeová” não é nada mais do que um sistema de magia judaica. “YHVH”, conhecido como o “tetragammaton”, representa os quatro cantos e os elementos, assim como o “INRI”, juntamente com os quatro evangelhos, estes representam os quatro cantos da magia e os quatro elementos que são tão importantes em qualquer trabalho mágico. “YHVH” é usado extensivamente na magia (judaica). Os judeus roubaram a Cabala dos egípcios e a corromperam, ela é principalmente cantada, “Yod He Vau He” em diferentes combinações.

O povo gentio foi forçado a engolir o cristianismo a fim de nos privar de todo o conhecimento e poder. Aqueles que estão no topo jogam dos dois lados contra o meio. O que isto significa é que o inimigo trabalha de dentro de ambos os lados, cada lado atacando o outro, enquanto ambos seguem em frente. Isto é análogo a um policial que está fortemente envolvido em um processo aberto e público antidrogas e, secretamente, vende e incentiva as drogas sem o conhecimento de sua família e da comunidade.

O cristianismo foi inventado pelos Terapeutas judeus de Alexandria (Paulo, ou “Saulo de Tarso”, é um personagem fictício que representa estes judeus), para que pudessem controlar o mundo usando as antigos poderes conhecidos da mente e da alma. Os judeus sabem que o nazareno é um personagem fictício baseado em cerca de 20 heróis crucificados de panteões pagãos. Com os séculos de crença devota nesta entidade e da energia psíquica a ser direcionada a ele através da oração, ele assumiu vida própria. Veja: http://www.angelfire.com/empire/serpentis666/Using_Thoughtforms.html

Por exemplo, Odin pendurado numa árvore, Set foi crucificado numa furka, Buda sentado sob a árvore Bo (Boa: novamente, a serpente) para a iluminação, a lista continua. A maior parte do personagem nazareno foi roubada do deus persa “Mitra”. Ao trabalhar em um feitiço, é sempre importante que uma conexão seja feita.

No caso do cristianismo, todos os antigos Deuses pagãos (gentios) foram banidos e substituídos por divindades judaicas fictícias. A hebreia Virgem Maria substituiu Astaroth (clique aqui).
A lenda do hebreu Moisés foi roubada de Sargon (ambos nasceram em segredo, deixados em uma cesta de cana para flutuar no rio e serem adoptados pela realeza).
O hebreu Abraão foi roubado do Deus Hindu Brahma. “Abraham” é um anagrama do sânscrito “Brahma”, e ambos significam “muitos”.

A lista é interminável. Não há nada na religião cristã que não tenha sido roubado de religiões pagãs que a antecederam de centenas a milhares anos. Os Deuses pagãos, a serem uma poderosa memória racial nas mentes dos gentios, foram substituídos por personagens hebraicos para serem servilmente obedecidos e adorados. Isso preparou o terreno para um imenso poder e controlo.

O cristianismo nunca foi mais que uma ferramenta para remover o conhecimento espiritual e poder da população gentia e separar-nos de nossos Deuses, ou seja, dando ao nosso

Verdadeiro Deus Criador o nome “Satan”, que significa “adversário/inimigo” em hebraico.

Aqueles gentios que eram sacerdotes e líderes foram torturados e condenados à morte. O outros que não seguiram sofreram o mesmo, e qualquer gentio que se tinha ao menos a suspeita de ter ligações com as antigas religiões era rotulado como um “herege” e condenado à morte. É claro, os judeus clamam e gritam sobre a perseguição de suas pequenas comunidades pela Igreja Cristã durante a Idade Média, mas este é a velha táctica de jogar em ambos os lados contra meio e os judeus no topo não se importam quantos de seus próprios terão de usar. Tomás de Torquemada, primeiro inquisidor-mor da Espanha era judeu.

Os judeus tiveram o controlo total da Igreja Católica (a Igreja Cristã Original) desde o início. A maioria dos Papas católicos eram de origem judaica, como o João Paulo II, que nasceu de uma mãe judia (Katz) e daí reconhecido como judeu pelos judeus ortodoxos. Fui criada como católica e me lembro dos bispos judeus, tal como o falecido Fulton J. Sheen (variação de “sheeny/reluzente”) e outros de alto ranque do clero católico – eu posso identificar judeus e recordá-los vivamente. Através da Sacramento católico da confissão, o clero católico fez com que todos, ou seja, os líderes gentios e a nobreza ficassem em suas mãos. Eles conheciam seus segredos mais profundos e obscuros.

A Igreja Católica é o peão do cristianismo. Desde a Reforma Protestante, os judeus também ganharam o controlo dessas seitas. O “Conselho Mundial de Igrejas” é um exemplo.

Os judeus tem um vasto estoque de energia psíquica de onde retirar. Os judeus designaram-se como “Escolhidos de Deus”, o personagem estrela do cristianismo, o nazareno é um judeu (e um pensamento-forma poderoso), a Virgem Maria e seu marido José são judeus, os 12 apóstolos do nazareno (13 faz uma assembleia, novamente, roubado das antigas religiões pagãs) – Todos judeus. Além disso, todos os personagens do Antigo e do Novo Testamento foram roubados de personagens gentios e substituído como judeus “escolhidos”.

Assim, o gentio cristão comum, ignorante aos trabalhos clandestinos dos judeus ao ocultismo, doa mais e mais energia psíquica através da devoção e oração para este Vórtice de energia judaica e as pessoas se perguntam como esta minoria tem a maior parte da riqueza e poder mundial. Os gentios, ou seja, os cristãos têm estado sob um feitiço muito poderoso durante séculos.

Eles nos separaram de nossos Deuses, nossas tradições e nossa herança espiritual e religiosa através de assassinato em massa, substituindo a nossa história com nada além de mentiras e com medo do desconhecido, já que todo o conhecimento gentio foi retirado de circulação.

A sujeira angelical deles – a maioria têm nomes com as clássicas sete letras: Gabriel, Raphael, etc. Estes sete representam os sete chakras e foram usados para prender os Deuses dos gentios e fazê-los escravos usando o “Goétia”. Os livros negros goéticos ou

“grimórios” são todos de origem judaica, como “A Chave de Salomão” e “A Magia Sagrada de Abramelin, o Mago” e muitos mais, (estes podem ser facilmente encontrados na internet, digitando seus títulos em um mecanismo de busca), todos escritos originalmente em hebraico, pois a maioria dos gentios não sabe ler em hebraico. Todos usam os símbolos e cânticos hebraicos e direcionam blasfémia intensa contra os Deuses pagãos que foram transformados em Diabos, Demónios e monstros horríveis para serem degradados. Os Deuses dos gentios não estão mais presos e algumas daquelas profecias complacentes tropeçaram ao dizer coisas como “Azazel estará preso até ao final dos tempos”. Posso assegurar-lhe que ele agora está totalmente livre.

O cristianismo vai em etapas. Porque é fictício, é espiritualmente duvidoso. Alguns cristãos têm por vezes aproveitado este vórtice de energia e obtiveram resultados. Grupos de oração e tal usam energia psíquica. Cristãos iludidos são orientados a “ter fé”. Acreditar é necessário para qualquer feitiço ou trabalho mental dirigido para ter sucesso. No cristianismo, alguns são atingidos e a maioria falha. A poucos e distantes sucessos mantém o iludido a acreditar, sem saber que não é nenhum “milagre”, mas apenas o poder da mente. O objectivo final é o ateísmo. O ateu não acredita em nada e desconsidera qualquer coisa “sobrenatural” ou do ocultismo. Ele é então um pato sentado à espera de ser manipulada por aqueles que possuem conhecimento oculto e poder.

Ver também:
O Verdadeiro Tetragrammaton: Além na Exposição do Cristianismo

As Origens do Nome de Satan


VOLTAR PARA EXPONDO O CRISTIANISMO

VOLTAR PARA SOL NEGRO 666